+351 21 790 8300 ext. 1496
cesem@fcsh.unl.pt

Lançamento e Concerto livro Marcos Portugal (1762-1830): Publicações de música religiosa no século XIX / 19th Century Sacred Music Editions

LANÇAMENTO / CONCERTO | 21 out. ’17 | 16h00 | Auditório BNP | Entrada livre

A obra, com edição crítica de António Jorge Marques e co-edição Biblioteca Nacional de Portugal, Coro de Câmara de Lisboa e CESEM – Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical (com apoio da DGArtes), é apresentada por Manuel Pedro Ferreira, David Cranmer e António Jorge Marques.

Em termos absolutos Marcos Portugal foi o mais famoso compositor luso-brasileiro de todos os tempos. Na Europa a sua notoriedade deveu-se essencialmente ao género dramático, mas em Portugal e no Brasil a sua música religiosa exerceu uma influência que perdurou mais de 100 anos. Apesar disso, as edições comerciais continuam a ser uma raridade. O lançamento de um volume com quatro edições críticas é um acontecimento invulgar que contribuirá para divulgar a obra do autor, tanto em Portugal como no estrangeiro.

Uma das obras mais paradigmáticas do século XIX (em Portugal e no Brasil) foi o Te Deum Ré M (P 04.08; 1802), escrito para celebrar o nascimento do infante D. Miguel; a edição critica da segunda versão para solistas, coro e órgão obbligato, está incluída neste volume. Foi a mais internacional obra religiosa de Marcos Portugal e aquela que conheceu uma disseminação mais vasta, em parte devido aos esforços do mestre da Capela da Real Embaixada de Portugal em Londres, Vincent Novello (1781-1861), que publicou três das oito secções da obra em arranjos de sua autoria. Além desta, mais três obras religiosas do compositor conheceram a letra impressa no século XIX e estão igualmente incluídas neste volume: a Missa Sib M (1783-84) (P 01.17) – também publicada por Vincent Novello em Londres, o Tatum ergo Mib M (ca 1792-1810) (P 04.04) – publicado em Paris, e o O quam suavis Fá M (ca 1800-10) (P 05.11) – publicado em Londres.

Programa
O quam suavis Fá M (P 05.11, V1) | Estreia moderna
Margarida Simões, soprano
Luísa Toledo, soprano

Tantum ergo Mi b M (P 04.04, V1)
Joseph Ngongo, baixo

Te Deum Ré M (P 04.08, V2)

. Fiat misericordia

. In te Domine speravi

Mariana Monteiro, contralto

Missa Si b M (P 01.17, V1) | Estreia moderna (parcial)

. Sanctus
Coro de Câmara de Lisboa
Órgão positivo: Sérgio Silva

Direção: Teresita Gutierrez Marques