Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

This Logo Viewlet registered to qPloneSkinBusiness4 product

Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Entrada Investigação Call for Papers FECHADO Seminário Estética e Política entre as Artes

FECHADO Seminário Estética e Política entre as Artes

Convite à apresentação de comunicações.

Seminário

«Estética e Política entre as Artes»

 

Chamada para Comunicações

Apresentação

Ao acolher propostas de comunicação (para sessões a ter lugar entre Abril e Julho de 2012), o seminário «Estética e Política entre as Artes» (EPEA-2012) pretende constituir um fórum de debate aberto e horizontal sobre temas artísticos contemporâneos e promover, por meio deste, um questionamento simultaneamente estético e político sobre o lugar, o uso e o poder da(s) arte(s) e das práticas artísticas (da música à literatura, passando pelas artes visuais e pelo cinema) nos dias de hoje. 

Que o enquadramento dual do problema – a um só tempo estético e político – não equivalha a uma tentativa de reduzir a estética à política, ou vice-versa, constitui a primeira característica distintiva do debate que se pretende promover. A esta se acrescentará uma outra, relativa ao desafio de pensar o que se joga especificamente entre as artes, mais do que genericamente nas artes. Com efeito, pretende-se singularizar a discussão à luz de duas hipóteses que se convocam reciprocamente: a de que uma pesquisa geral sobre a «política da arte» não pode prescindir de uma reflexão sobre a relação entre as artes (bem como sobre os regimes da sua identificação, hierarquização, diferenciação...) e a de que a exploração singular da relação de uma obra de arte concreta com outra(s) obra(s) de arte – ou com outros media artísticos –, é amiúde uma pedra-de-toque privilegiada para pensar criticamente o seu potencial político.

Uma vez aberto um tal horizonte de problematização, espera-se que noções como as de «mediação», «montagem», «tradução», «interpretação», «adaptação», «crítica», «ekphrasis», a par de problemas como os relativos ao lugar do espectador e à relação entre imagem, palavra e música possam constituir objectos de análise e de discussão. Além disso, e apesar do enfoque na relação entre as artes, não se pretende que as propostas consistam em abordagens estritamente comparatistas. São portanto bem-vindas perspectivas de investigação, tanto sobre casos singulares quanto sobre problemas transversais, que operem no interior de uma arte (debatendo-se, por exemplo, com os problemas suscitados pela representação teatral, pela interpretação musical, pela tradução literária ou ainda por casos/estratégias de citação musical, literária ou imagética).

 

Organização

O seminário acolhe propostas de comunicação, tanto individuais quanto a duas vozes, nas áreas da filosofia, dos estudos artísticos, da musicologia, dos estudos literários ou áreas afins, e espera contar com a participação de investigadores, de artistas, de críticos, de programadores culturais ou de simples interessados nos temas em debate. As propostas, consistindo num resumo de aproximadamente 250 palavras, acompanhado por uma nota biográfica (em ficheiros separados), devem ser enviadas para epea2012@gmail.com.

Prevê-se que cada sessão do seminário decorra em dois momentos: o da apresentação propriamente dita, que decorrerá durante cerca de 30 minutos, e o do debate que se lhe seguirá por um período de 1 hora e 30 minutos.

A chamada para comunicações decorrerá até 30 de Março de 2012. No início de Abril será anunciado o calendário de sessões (até um total de seis) que decorrerá, nesta primeira edição, entre Abril e Julho de 2012. A apreciação das propostas e a calendarização das sessões, em articulação com os intervenientes, estará a cargo dos organizadores.

 

Elisabete Marques licenciou-se em Estudo Portugueses e Lusófonos pela FCSH-UNL  Prepara o doutoramento em Literatura Comparada na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. É investigadora do Centro de Estudos Comparatistas (FLUL) e co-editora da revista Textos e Pretextos.

Emília Pinto de Almeida é licenciada em Estudo Portugueses e Lusófonos e mestre em Filosofia (Estética) pela FCSH-UNL. Prepara o doutoramento em História da Arte (Teoria da Arte) na mesma instituição, sendo membro do IHA e do Elab. Dedicando-se sobretudo ao estudo e investigação sobre arte contemporânea, prefaciou o catálogo de diversas exposições.

Filipe Pinto é artista. Cursou Artes Plásticas (Pintura) na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa. É mestre em Estética pela FCSH-UNL. Escreve regularmente sobre artes visuais na revista Artecapital.

João Pedro Cachopo (coordenador) estudou Ciências Musicais e Filosofia, tendo-se doutorado em Filosofia Contemporânea pela FCSH-UNL. É investigador do Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical, colaborador do Teatro Nacional de São Carlos, membro da Unipop e co-editor da revista Imprópria.

Acções do Documento