+351 21 790 8300 ext. 1496
cesem@fcsh.unl.pt

NEGEM – Núcleo de Estudos em Género e Música

O NEGEM inaugurou em Portugal o trabalho científico sistemático no domínio referido, e constitui-se por uma equipa de investigadores e estudantes que se tem vindo a dedicar à pesquisa de diversos aspectos das relações entre género e música (ancorados primordialmente nos campos da sociologia da música, da musicologia, dos estudos culturais, dos estudos de género, dos queer studies, da história social e dos estudos sobre as mulheres), visando uma diversidade de problemas, processos e discursos, e recorrendo a quadros teóricos interdisciplinares.

Ao encararmos o género como factor sociocultural e político subjacente à construção e economia de sociabilidades e logo, como instrumento de poder e de gestão sociocultural, assumimo-lo como um contributo indispensável na problematização de todo o  fenómeno, prática, processo expressivo, representação ou cultura musical. Um dos eixos principais da nossa missão é, assim, a integração das categorias de género no campo da investigação em música, de modo integrado e interdisciplinar, utilizando e revendo métodos, instrumentos de trabalho, discursos e pontos de vista das ciências sociais.

Interessa-nos, neste percurso, estudar as vivências, as práticas do quotidiano, os estilos de vida, as sociabilidades e os seus espaços, as estruturas de poder e dominação e as suas hierarquias, a construção de diferenças, os processos de naturalização de comportamentos e ideias, a racionalização do conhecimento e os processos de gestão, canonização e invisibilização de discursos, figuras ou ideias.

Entre as linhas de trabalho que têm vindo a ser exploradas pelos elementos desta equipa salientam-se:

  • a identificação e problematização da construção, uso e reprodução de normas, comportamentos e discursos legitimadores de modelos de género, queerness e sexualidade, e a sua presença e relação com práticas e discursos musicais específicos, designadamente em Portugal;
  • a análise dos modos como as construções sociais e modelos de representação conducentes ou associados à genderização de papéis sociais, se associam ou apresentam na prática musical bem como nos discursos e pontos de vista sobre a música;
  • a abordagem a processos de estabilização e canonização de sistemas de comunicação musical e músico-dramatúrgica, e ao modo como estes definem, transgridem e/ou reproduzem, em contextos específicos, modelos de performances de género, estabelecendo-se como instrumentos ideológicos de educação moral, de estratificação e autorregulação social;
  • o estudo de modelos de estratificação e hierarquização dos géneros e da sua associação a determinados contextos culturais, grupos e comportamentos sociais, visando práticas musicais, músico-teatrais, audiovisuais e multimédia;
  • estudo da performance de género na economia afectiva e simbólica do actual paradigma comunicacional da música na Web 2.0 incluindo, entre outras, manifestações musicais nas indústrias e plataformas musicais on-line, em práticas interactivas, produtos audiovisuais, televisão, videojogos e social media;
  • o estudo de comportamentos e políticas de género na construção do gosto e de sociabilidades musicais (considerando aspectos de produção, mediação e recepção);
  • música, género e sexualidades na pornografia digital e em outros produtos audiovisuais;
  • a inquirição dos processos de inclusão e exclusão de processos, ideias, figuras, eventos musicais em narrativas históricas, aspectos de gestão política da memória colectiva.

Constituindo-se como plataforma de discussão crítica e de produção de saber, o NEGEM, pretende contribuir para a concepção e disseminação de trabalhos científicos nos campos visados bem como para motivar o surgimento de novas ideias e projectos, incentivando o contacto e debate entre estudantes e investigadores de diversas proveniências e instituições, ao nível internacional. É neste sentido que promovemos ações de disseminação do conhecimento, e de formação para públicos diversos, prevendo ainda uma série de publicações monográficas e periódicas, traduções de obras nucleares, entre outras iniciativas de investigação, formação e disseminação científica e social.

Equipa: Paula Gomes Ribeiro (Coordenação), Mariana Calado, Júlia Durand, Rodrigo Lourenço, Minerva Martins, Tomás Matos, Manuela Morilleau de Oliveira, João Romão.

Contactos e Informações:

negemus.cesem@gmail.com

http://negem.weebly.com/

https://www.facebook.com/NEGEMus