+351 21 790 8300 ext. 1496
cesem@fcsh.unl.pt

Bruno Caseirão

INVESTIGADOR EM FORMAÇÃO

Bruno Caseirão

bruno.caseirao@gmail.com
Nota Biográfica:

Bruno Caseirão, Licenciado em Musicologia/Ciências Musicais pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa é doutorando em Estudos Artísticos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Investigador e docente do ensino superior é autor de programas de rádio para a RDP – Antena 2 onde, entre outros ciclos, se destacam História da Música Portuguesa, Ciclo Frederico de Freitas, a Integral das Sonatas para Piano de Beethoven, A Música do Diabo, ciclo sobre a Música na Alemanha durante o Período Nazi, A Portuguesa, A música da Republica aquando do centenário do seu centenário em 2010, O Mito de Fausto, Uma ponte entre música e literatura e, mais recentemente, Amor e Morte na Ópera. Tendo participado como membro do júri nos Concursos Anuais do Instituto das Artes do Ministério da Cultura e na Categoria de Música de Câmara nos Prémios Jovens Músicos.  Foi ainda responsável pelo projecto Viva Ópera no Teatro Nacional de São Carlos onde é colaborador assíduo bem como do Jornal de Letras.

Publicações:

“Viver respirando Música!” (Depoimento), in Homenagem a Madalena Sá e Costa no Centenário do seu Nascimento, ed. Nuno Cardoso e José Carlos Araújo, Revista Glosas, 13 (2015), 32-41.

“Luiz Costa: O Compositor que Pintou o Minho”, Revista Glosas, 12 (2015), 35-38.

Autor e investigador de várias entradas na Enciclopédia da Música em Portugal no Século XX (Circulo de Leitores, 2010), produzida no âmbito das actividades de investigação desenvolvidas do Instituto de Etnomusicologia da Universidade Nova de Lisboa. Autor das seguintes entradas: Marie Antoinete Levêque Freitas Branco; Maria Alice Vieira de Almeida; Maria Graça Amado da Cunha; Leonor Prado; Pedro do Prado. Co-autor das entradas de Maria Helena de Freitas (com Luísa Cymbron); Nuno Barreiros (com Alexandre Delgado); Orquestra Sinfónica de Lisboa (com Hugo Silva) e David de Sousa (com Hugo Silva). In, Salwa Castelo Branco (ed.)  Enciclopédia da Música em Portugal no Século XX.  Vol. 1. Lisboa: Círculo de Leitores, 2010.

Coordenação do Livro de Ensaios e restante Programação que acompanhou o ciclo das Comemorações do Centenário de Fernando Lopes-Graça (2006) no Teatro Nacional de São Carlos e autoria do ensaio musicológico “Fernando Lopes Graça, Um Artista Inteiro. No Centenário do Nascimento, Algumas considerações sobre a Vida, Obra e o Tempo do Artista-Intelectual”. TNSC, 2006.

PROJECTO DE PÓS-DOC/DOUTORAMENTO/MESTRADO
Título Doutoramento: O Mito de Fausto e a Criatividade Artística no Doktor Faust de Ferruccio Busoni
Orientação:

Mário Vieira de Carvalho

Abílio Hernandez Cardoso

Resumo:

O presente projecto de Doutoramento em Estudos Artísticos incide sobre um dos mitos basilares da cultura Ocidental Europeia, o Mito de Fausto, retratando este o dilema humano perante os seus limites, evidenciando a sua constante alienação e necessidade de adaptação ao mundo em que vive e a sua apropriação e metamorfose por Ferruccio Busoni na sua ópera-prima Doktor Faust.
Inserido no âmbito da problemática da criatividade artística, pretende-se desenvolver uma reflexão crítica sistemática, de transversalidade e interdisciplinaridade, tendo como objecto desta reflexão o Mito de Fausto, sua evolução, transformação e mesmo recriação enquanto mito artístico e, de forma mais em desenvolvida, na ópera Doktor Faust de Ferruccio Busoni, ópera que acaba por sintetizar – paradigmaticamente – o ideário da individualidade do/no artista “faustiano”.
Sintetizando, pretende-se proceder a uma reflexão do Mito Faustiano enquanto mito por excelência da Modernidade, mas também, da Cultura Ocidental; da sua importância no âmbito da Produção e Criação Artísticas, e de como, em concreto, a ópera Doktor Faust de Ferruccio Busoni corrobora esta reflexão da problemática da criatividade, aqui também entendia como interligação entre tradição e modernidade.

Grupo de Investigação:

Teoria Crítica e Comunicação