+351 21 790 8300 ext. 1496
cesem@fcsh.unl.pt

Catarina Braga

INVESTIGADOR EM FORMAÇÃO

Catarina Braga

Foto
Ver cv
Bolseira de doutoramento FCT
katysofiabraga@gmail.com
Nota Biográfica:

Iniciou os seus estudos musicais aos oito anos no Coro dos Pequenos Cantores de Coimbra, tendo mais tarde ingressado o Curso de Canto no Conservatório de Múscia de Coimbra. Completou a licenciatura em canto em 2004 e o mestrado em música em 2013, ambos na Universidade de Aveiro. O tema da sua dissertação de mestrado foi “O Teatro cantado em Coimbra (1880-1910): géneros, grupos e contextos”. A sua actividade profissional de 2001 a 2016 passou pela docência de canto, classe de conjunto e formação musical. Como cantora tem colaborado em diversos projectos corais, sendo actualmente membro no Enseble Manuel Faria. Como solista tem-se apresentado em repertório de música de câmara, operático e oratória. Actualmente frequenta o doutoramento em Ciências Musicais na FCSH-UNL, interessando-se sobretudo pelo estudo da actividade musical e teatral no século XIX e início do século XX em Portugal. É bolseira do programa doutoral em Ciências Musicais – Música como Cultura e Cognição financiado pela FCT.

PROJECTO DE PÓS-DOC/DOUTORAMENTO/MESTRADO
Título Tese de doutoramento: "Opereta e teatro musical em sociedades de amadores da geração de 70 à implantação da República: os casos de Lisboa e Coimbra"
Orientação:

Luísa Cymbron

Resumo:

A tese de doutoramento “Opereta e teatro musical em sociedades de amadores da geração de 70 à implantação da República” visa estudar neste período, a actividade das associações e sociedades de amadores nas cidades de Lisboa e Coimbra no âmbito da produção e disseminação da opereta e teatro musical através das práticas desenvolvidas, repertórios e espaços onde proliferaram. Pretende ainda debater de que modo as esferas profissional e amadora se interligam, uma vez que as barreiras entre estes dois mundos não seriam aparentemente estanques; de que forma o repertório criado e apresentado terá sido disseminado nestes contextos e se terá existido um repertório ou um conjunto de repertórios restrito a determinados meios, ou geograficamente localizados; ou ainda, se pelo contrário, terão surgido circuitos de repertórios em torno das associações; as diferenças e semelhanças nas associações de amadores da capital e de uma cidade de província como a de Coimbra e de que forma poderão os ideais e pessoas que circulavam entre as duas cidade ter influenciado esta actividade.

Grupo de Investigação:

Música no Período Moderno

Imagens:
image_preview (1)
image_preview (2)
image_preview (3)