+351 21 790 8300 ext. 1496
cesem@fcsh.unl.pt

Lígia Soares

COLABORADOR

Lígia Soares

Foto
ligia.soares.silva@gmail.com
Nota Biográfica:

Lígia Soares Iniciou a aprendizagem musical com sua mãe. Estudou violino com o Prof. Ilídio Gomes, na Academia de Música de Santa Cecília com o Prof. Alberto Nunes e finalmente com a Profª Lídia de Carvalho no Conservatório Nacional de Lisboa tendo obtido o diploma do curso superior de violino com a classificação de 20 valores. Com 13 anos participou no 1º Concurso Nacional de Educação Musical OLGA VIOLANTE no qual obteve o 1º prémio ex-aequo. Frequentou “Masterclass” e cursos de Verão leccionados pelos Profs. Alberto Lysy, Vasco Barbosa, Gerardo Ribeiro, Tibor Varga e Félix Andrievsky. Como bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian estudou com o mestre russo Félix Andrievsky em Londres, tendo concluído no Royal College of Music o “Postgraduate Advanced Study Course” no qual obteve o grau máximo. Complementou os seus estudos com o curso facultativo “The Art of Teaching” e, posteriormente, com o Mestrado na Universidade da Cidade de Londres, já reconhecido em Portugal pela Universidade Nova de Lisboa. Em 1990 obteve o 1º prémio no concurso de violino -nível superior- da JMP. Realizou gravações para a RDP, RTP e também para a prestigiada etiqueta EMI Classics. Tem efectuado numerosos recitais e colaborou, na qualidade de solista, com várias orquestras em Portugal (Orq. Gulbenkian, Orq. Clássica do Porto, Orq. Metropolitana de Lisboa, Orq. Sinfónica Juvenil) e no estrangeiro. Leccionou a disciplina de Violino na Academia Nacional Superior de Orquestra, sendo a representante desta classe no Conselho Científico desde 1992 até 1997, e é frequentemente convidada a integrar júris de concursos, de provas de Mestrado e a leccionar em cursos de Verão. Em 1993 formou um Duo com o violinista Vasco Barbosa com o qual se apresentou já em vários recitais e concertos com orquestra, sendo de salientar a presença no VIII Festival Internacional de Música de Macau em 1994, ano em que o violino e a violeta mereceram especial destaque. Desenvolveu uma regular actividade concertística internacional até 2005 e presentemente lecciona na Academia de Música de Santa Cecília e no Instituto Gregoriano de Lisboa. Em 2013 participou no “Ibla Grand Prize Internacional Music Competition” e Festival, tendo obtido o prémio “Distinguished Violinist”. Em 2014 obteve o Título de Especialista em Música – Violino, pelo Instituto Politécnico de Lisboa. Encontra-se neste momento a fazer o Doutoramento em Música/Musicologia, na especialidade de Interpretação – Violino.

PROJECTO DE PÓS-DOC/DOUTORAMENTO/MESTRADO
Título Doutoramento: O Legado de Pablo de Sarasate
Orientação:

Vanda de Sá

Resumo:

Tese sobre o papel de Pablo de Sarasate (1844-1908) como violinista/compositor e a sua contribuição para o desenvolvimento da técnica violinística. Pretendo demonstrar porque motivo são tão necessárias as obras de virtuosidade (é nessa categoria que se encontram as obras de Sarasate) e a importância específica do violinista espanhol sob o ponto de vista pedagógico. Pablo de Sarasate não se dedicou ao ensino nem deixou tratados que permitam dar a conhecer o valor do seu contributo, pelo que este é um assunto que permanece praticamente desconhecido. Irei debruçar-me sobre o fenómeno da virtuosidade, o virtuosismo no Século XIX, nomeadamente Paganini e Liszt que se constituíram como os dois principais virtuosi que abriram caminho para Sarasate. No caso particular do legado de Pablo de Sarasate pretendo discutir o seu duplo papel como violinista e compositor através de uma análise detalhada das suas técnicas de composição. Sarasate distingue-se por ter escrito obras curtas com especificidades técnicas isoladas de uma tal forma no contexto do discurso musical, que se constituem em grande medida como estudos musicais de concerto. Pretendo assim abordar e discutir estas obras segundo um enfoque novo, na medida em que desejo valorizar e avaliar a sua relevância no quadro do desenvolvimento técnico próprio aos estudos graduais. Pretendo discutir a influência de Sarasate na resolução de problemas técnico-estilísticos de elevado virtuosismo em obras que lhe foram contemporâneas ou imediatamente posteriores. Em virtude de este ser um Doutoramento em Performance, há lugar à realização de três recitais, nos quais incluo obras de referência de Pablo de Sarasate e onde se poderão observar diferentes problemas técnicos (descritos na tese) e a forma de os ultrapassar. Sublinha-se a complementaridade entre o estudo bibliográfico e analítico e a praxis instrumental, uma vez que um dos aspectos inovadores desta tese recai precisamente nesta estreita articulação com a sistematização de problemas de execução violinística.

Grupo de Investigação:

Música no Período Moderno