+351 21 790 8300 ext. 1496
cesem@fcsh.unl.pt

Manuela Morilleau de Oliveira

INVESTIGADOR EM FORMAÇÃO

Manuela Morilleau de Oliveira

Foto
Doutoranda FCT
manuela.morilleau@gmail.com
Nota Biográfica:

Manuela Morilleau de Oliveira nasceu em Châtellerault (França, 1977) e iniciou os seus estudos musicais em música antiga aos 7 anos de idade. Concluiu o CFEM em música de câmara especializada (ENMD d’Angoulême, 1997) e em música antiga (CNR de Tours, 1998), ao mesmo tempo que iniciou um DEM em viola da gamba, concluído em 2002. Para além da actividade enquanto músico prático, em França e em Portugal, em música renascentista, barroca e contemporânea, leccionou Formação Musical, História da Música e Acústica entre 2000 e 2009. Obteve o DEUG em Ciências Musicais (1998) na UFR Ciências Humanas – Poitiers (França), a Licenciatura em Ciências Musicais na FCSH-UNL (2006), e o Mestrado em Ciências Musicais (2012), variante de Musicologia Histórica, na mesma universidade, com uma tese intitulada As mulheres da família real portuguesa e a música: estudo preliminar de 1640 a 1754. No âmbito do CESEM | Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical (FCSH-UNL) foi entre Maio de 2010 e Outubro de 2012 bolseira de investigação do projecto “Marcos Portugal: a obra e sua disseminação”, financiado pela FCT, no qual desenvolveu um trabalho de edição crítica em torno das peças e motivos compostos por Marcos Portugal para Suas Altezas Reais. Ainda no âmbito do CESEM, entre Setembro e Dezembro de 2014 foi bolseira de investigação do projecto a “Obra musical de José Mário Branco”, no qual realizou a digitalização e inventariação de partituras e documentação do compositor. É actualmente doutoranda em Ciências Musicais Históricas na FCSH-UNL, enquanto bolseira do Programa Doutoral “Música como cultura e cognição”, e a sua investigação centra-se nos domínios da Sociologia da Música, Estudos de Género e História Moderna e Cultural.

Publicações:

Manuela Morilleau de Oliveira – (CESEM, FCSH NOVA) – “Sobre o silenciamento do feminino na história da música. D. Maria Ana de Áustria e a prática musical na corte joanina” – in Falar de Mulheres dez anos depois – (coord.) Isabel Henriques de Jesus (CESNOVA, FSCH NOVA), Paula Gomes Ribeiro (CESEM, FCSH NOVA), Rita Mira (FACES DE EVA, FSCH NOVA) e Zília Osório de Castro (FACES DE EVA, FSCH NOVA) – (V.N. Famalicão: Edições Humus, 2016) – pp.153-170 – ISBN:978-989-755-245-8.

Manuela Morilleau de Oliveira – (CESEM, FCSH NOVA) – “Os álbuns de Suas Altezas Reais: fontes, conteúdos e particularidades” – in Marcos Portugal: Uma Reavaliação – (coord.) David Cranmer – (CESEM, FCSH NOVA) – (Lisboa: Edições Colibri – CESEM, 2012) – 403-417 – ISBN:978-989-689-245-6.

PROJECTO DE PÓS-DOC/DOUTORAMENTO/MESTRADO
Título Doutoramento: A música no quotidiano da casa da rainha D. Catarina de Áustria (1507-1578): Discursos, práticas, sociabilidades e questões de género
Orientação:

João Pedro d’Alvarenga

Ana Isabel Buescu (c)

Referência da Bolsa: PD/BD/114396/2016
Resumo:

Perante um corpus substancial de fontes primárias relativas à administração da Casa da Rainha D. Catarina de Áustria (1507-1578), para além da documentação presente no Corpo cronológico (I, II e III), surgiu a ideia de realizar uma investigação centrada no eixo Música/Mulher/Corte, com uma tese de doutoramento intitulada A música no quotidiano da casa da rainha D. Catarina de Áustria (1507-1578): Discursos, práticas, sociabilidades e questões de género. Procura-se, por um lado, considerando discursos quinhentistas de índole variada (manuscritos ou impressos, contemporâneos e/ou em circulação na corte de D. João III), analisar as referências em torno das práticas musicais das elites culturais (ensino, audição, práticas e sociabilidades associadas) no contexto da cortês. Pretende-se, por outro lado, não só retratar cronologicamente a presença musical na casa da Rainha através da documentação administrativa (pagamentos de cantores, de músicos, compra de instrumentos, etc.), como entender qual era o quotidiano musical dessa instituição, em que circunstâncias e contextos, a fim de definir o papel da música no seio da casa de uma rainha, inserida na corte régia joanina. Esta investigação enquadra-se no âmbito dos estudos musicológicos, da história do início do período Moderno, da história das mulheres, da história cultural e da historiografia de corte.

Grupo de Investigação:

Estudos de Música Antiga

Imagens:
image_preview (1)
image_preview (2)