(+351) 918832027/20
cesem@fcsh.unl.pt

Iconografia Musical

Coordenadora: Luzia Aurora Rocha

A linha temática Iconografia Musical é transversal a vários domínios de estudo no panorama das Ciências Musicais. Envolve todos os grupos de investigação do CESEM que usam a imagem com motivos musicais como ferramenta de trabalho, seja ela estática (por exemplo, obras de arte), ou dinâmica (por exemplo, filmes).

A Iconografia Musical é uma área de estudos em voga que congrega cada vez mais investigadores por todo o mundo. Em Portugal, os estudos nesta área desenvolvem-se em estreita colaboração com a International Musicological Society e com o RIdIM, tendo como estrutura base o NIM/CESEM – Núcleo de Iconografia Musical.

Os principais objectivos desta linha temática são:

– Recolha de fontes e catalogação na Base de Dados da especialidade. Promove-se o ensino, treino e formação no âmbito das normas e critérios internacionais de tratamento, descrição e indexação de imagens com motivos musicais.

– Assistência e apoio à elaboração de estudos e/ou projectos que utilizem a Iconografia Musical como recurso

– Orientação e formação contínua em estudos de análise e interpretação da imagem com conteúdo musical, seja sob a forma de tutoriais, seminários, cursos ou outras acções.

– Criação e desenvolvimento de projectos individuais e de cooperação ao nível nacional e internacional, assumindo-se esta linha como criadora e dinamizadora de novas vanguardas.

 

Equipa da linha temática:

Ana Dias, Isabel Monteiro, Luís Correia de Sousa, Nicola Bizzo, Nuno Prates, Ricardo Vilares, Sónia Duarte.

 


Em 2020 esta linha temática integrou igualmente o (agora extinto) Núcleo de Iconografia Musical (NIM). Este núcleo era constituído por uma equipa de seis investigadores que, desde o ano 2000, se centrou na pesquisa e estudo de fontes iconográfico-musicais portuguesas e internacionais. Neste domínio foram entretanto concluídas quatro teses de mestrado e três dissertações de doutoramento. Tendo abordado diversas temáticas, de acordo com as diferentes propostas e projectos em que tem participado, a investigação principal abrangeu um largo período desde a arqueologia musical até ao século XXI, com incidência nos estudos de diferentes tipos de fontes/suportes com representações musicais abordadas a partir de um ponto de vista iconográfico e iconológico:

  • Objectos arqueológicos em Portugal e no Mediterrâneo
  • Fontes iconográficas da Idade Média e Renascimento
  • Pintura portuguesa do Renascimento e Barroco
  • Azulejaria dos séculos XVII ao XXI
  • Caricaturas de Rafael Bordalo Pinheiro (ópera do século XIX em Portugal)
  • Teatro de S. Carlos
  • Estudos de música popular
  • Discos de vinil, capas de álbum
  • Estudos sobre a banda britânica Queen
  • Arte urbana contemporânea
  • Fontes de âmbito Ibero-Americano
  • Estudos sobre Oriente e Orientalismo

O NIM foi constituído pelos Doutores Luzia Aurora Rocha (Coordenadora), Luís Correia de Sousa e Nicola Bizzo, pelos Mestres Ana Dias e Sónia Duarte e pela bolseira de iniciação científica (BIC) Maria Fernandes. Entre as actividades desenvolvidas pelo núcleo destacaram-se a catalogação de caricaturas de Rafael Bordalo Pinheiro sobre a ópera no Teatro de S. Carlos de Lisboa (I série do Jornal O Antonio Maria) na base de dados do CESEM, Music Query, a participação no Images of Music – A Cultural Heritage, projecto co-financiado pela União Europeia através do programa Culture-2000, a tradução para português da tabela Hornbostel Sachs, e o desenvolvimento de uma Base de Dados, fruto da parceria entre o CESEM e o Grupo de Iconografia Musical da Universidad Complutense de Madrid (Coord. Cristina Bordas Ibañez) e AEDOM. O NIM desenvolveu formação na área da Iconografia Musical, regularmente, destacando-se o curso internacional Musical Iconography Lab, projecto pioneiro com formato de “Laboratório”, decorrido na Universidade NOVA de Lisboa no ano de 2010.

O NIM foi membro do “Study Group on Musical Iconography” (membro fundador) e do “Study Group for Latin America and the Caribbean” da International Musicological Society.

Os membros do NIM contaram com publicações individuais de livros, capítulos de livro, artigos em periódicos nacionais e internacionais de referência e indexados na Web of Science. Como projecto colectivo, destacou-se uma série de volumes temáticos com várias colaborações de âmbito nacional e internacional.