(+351) 217908388, Ext.: 40337/38
cesem@fcsh.unl.pt

Helena Lopes Braga

COLABORADOR

Helena Lopes Braga

Foto
Doutoranda
hlopesbraga@gmail.com
Nota Biográfica:

Helena Lopes Braga (ela/dela) preparar o seu doutoramento em estudos de género na Central European University, em Viena. É licenciada (Prémio Luiz Krus de Mérito e Excelência) e mestre em musicologia histórica (Prémio melhor mestre em ciências musicais 2013/2014) pela FCSH-NOVA, com uma tese sobre Francine Benoît e as suas redes de sociabilidade. É colaboradora do CESEM desde 2012, onde foi co-fundadora do NEGEM e do SociMus. Foi vice-presidente da Sociedade Portuguesa de Investigação em Música de 2013 a 2015. Em 2018 fez um semestre como visiting student na Faculdade de Música da Universidade de Toronto. Foi também membro do Projecto Euterpe: Mulheres na composição e interpretação musical em Portugal nos séculos XX e XXI.

Desenvolve investigação nos domínios da musicologia feminista, sociologia da música e na historiografia musical. Tem dedicado particular atenção à história das mulheres, à historiografia musical do século XX, e ao estudo das sociabilidades.

RUN: visitar
Publicações:

Lopes Braga, H. (2021). Para a Historiografia das Maestras em Portugal: mulheres maestras sob ditadura (1926-1974). Revista Música Hodie, 21.

Lopes Braga, H. (2018). “Perigosa é… a investigação em música” in Annabela Rita & Isabel Ponce de Leão (coord.) Perigoso é… Lisboa, Porto, Viseu, Aveiro: Edições Esgotadas. Pp.117-129.

Braga, H. M. L. S. (2013). “De Francine Benoît e algumas das suas redes de sociabilidade: Invisibilidades, género e sexualidade entre 1940 e 1960”. Dissertação de Mestrado em musicologia história. Lisboa: FCSH, Universidade Nova de Lisboa.

Lopes Braga, H. (2012). “Para a História da Invisibilidade Lésbica na Musicologia” in Les Online, Vol.4, n.1. Pp.29-34.

Pós-Doutoramento/Doutoramento/Mestrado
Título (Doutoramento) Francine Benoit (1894-1990): a queer leftist composer under the Portuguese dictatorship
Orientação:

Francisca de Haan

Referência da Bolsa: Bolseira da Central European University/Central European University Fellow
Resumo:

O meu projecto é uma nova biografia da compositora, maestra, musicóloga e pedagoga musical Francine Benoît (1894-1990). Com base em análises dos seus diários e correspondência, os seus artigos na imprensa, e a sua actividade musical, analiso o papel de Francine Benoît enquanto personalidade central da oposição cultural à ditatura fascista portuguesa. Foco-me no seu pensamento e afinidades (como uma mulher queer feminista e comunista), estudando-os em relação à sua produção (pedagógica, de crítica musical, direcção orquestral, e composição), à construção da sua persona pública, e às suas redes de sociabilidade nacionais e transnacionais de mulheres. Discuto estes aspectos prestando especial atenção a como género e política determinaram a sua biografia, dinâmicas sociais, e tratamento póstumo.
Esta biografia convida a repensar a história da música em Portugal, bem como a história da oposição intelectual ao Estado Novo, ao propôr uma revisão das narrativas masculinas hegemónicas para que incluam mulheres, cujo papel foi fundamental na construção e manutenção desses mesmos homens, mas também por si próprias. Para incluir Francine Benoît e as suas colegas e amigas nestas narrativas, mergulho num debate transdisciplinar sobre as narrativas canónias, dinâmicas de género, interações transnacionais, e práticas de resistência de esquerda vis-à-vis à ideologia dominante do Estado Novo.

Grupo de Investigação:

Teoria Crítica e Comunicação

Imagens:
image_preview (1)
image_preview (2)
image_preview (3)