(+351) 918832027/20
cesem@fcsh.unl.pt

Filipa Magalhães

MEMBRO INTEGRADO

Filipa Magalhães

Foto
Investigadora
filipa.magalhaes@campus.fcsh.unl.pt
Nota Biográfica:

Filipa Magalhães integrou o Programa Doutoral em Ciências Musicais – “Música como Cultura e Cognição”, financiado pela FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, tendo já concluido o seu doutoramento. No âmbito da sua investigação dedica-se à preservação de obras musicais que compreendem diferentes meios, incluindo técnicos e tecnológicos, assim como ao desenvolvimento de ferramentas metodológicas com base em disciplinas interdisciplinares, visando documentar e estudar essas obras do ponto de vista musicológico. Na sua tese trabalhou especificamente sobre um conjunto de obras de teatro-música da compositora Constança Capdeville, tendo em vista a recuperação das mesmas através da sua documentação. Em 2013, concluiu o Curso de Mestrado em Artes Musicais: Estudos em Música e Tecnologias, dissertação intitulada: “Levantamento de Espólios Fonográficos em Fita Magnética: Avaliação do Estado de Conservação das Fitas”, tendo no âmbito da sua investigação estagiado no Arquivo Fonográfico de Viena, sob a orientação de Nadja Wallaszkovits. Em 2014, estagiou no Ina – Institut National de l’Audiovisuel, um instituto de radiodifusão pública cultural, recuperação e transmissão do património audiovisual francês, sob a orientação de Vincent Fromont. Em 2017, estagiou no laboratório CSC – SMC / Sound and Music Computing Laboratories, sediado na Universidade de Pádua, no qual no qual decorreram as primeiras investigações sobre a aplicação de tecnologias eletrónicas e digitais ao som e à música, trabalhando diretamente com as coleções áudio de Luciano Berio e Luigi Nono, sob a orientação de Sergio Canazza. É atualmente membro do Grupo de Investigação em Música Contemporânea (GIMC), integrado no CESEM NOVA FCSH.

 

Publicações:

Filipa Magalhães, “Music, performance, and preservation: insights into documentation strategies for music theatre works”, International Journal of Performance Arts and Digital Media, Volume 17, Issue 2 (2021):1-25. DOI: 10.1080/14794713.2021.1974726

Filipa Magalhães, “Philology as a Systematic Method of Documentation and its Application to the Study of Constança Capdeville’s Musical Works”, Interdisciplinary Studies in Musicology 20 (2020): 64–78. https://pressto.amu.edu.pl/index.php/ism/article/view/25993

Filipa Magalhães and Isabel Pires, “Recovering Music-Theatre Works Involving Electronic Elements: The case of Molly Bloom and FE…DE…RI…CO…”, Organised Sound, 24 no. 1 (2019): 96-108. doi:10.1017/S1355771819000098.

Isabel Pires, Filipa Magalhães and Andreia Nogueira, “Preservation and technological obsolescence: Portuguese contemporary musical heritage in perspective”, Journal of New Music Research Volume 47, Issue 4 (2018): 355-364. DOI:10.1080/09298215.2018.1486433.

Referência da Bolsa: FCSH / CESEM / UID/EAT/00693/2019
Grupo de Investigação:

Música Contemporânea

Imagens:
image_preview (1)
image_preview (2)
image_preview (3)